BNDES financia estrutura da Logum Logística para etanol

07/01/2019
Unidade produtiva da Raízen. Empresa é uma das sócias da Logum Logística (Foto: Divulgação / Raízen)

Veja Também

A Logum Logística vai receber um financiamento de R$ 1,81 bilhão do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a implantação da infraestrutura dutoviária e de armazenamento do Sistema Logístico de Etanol, divulgou o banco. O projeto está orçado em R$ 3,3 bilhões, cabendo ao BNDES financiar 54%, e, além dos dutos, prevê a construção de um terminal de armazenamento de combustível em Guarulhos.

O financiamento aprovado para o projeto prevê a construção de dutos que vão ligar os terminais de Uberaba (MG), Ribeirão Preto e Guarulhos (SP) com aos principais centros consumidores das regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro, por meio de dutos próprios e de dutos da Petrobras operados pela Transpetro.

A fase inicial do projeto começou em 2011, com um empréstimo do BNDES de curto prazo, o chamado empréstimo-ponte. O projeto prevê a construção de 481 quilômetros de dutos. Até agora, foram feitos 353 quilômetros, entre Uberaba (MG) e Paulínea (SP), aos terminais coletores e de armazenamento de etanol em Uberaba e em Ribeirão Preto. A partir de Paulínia, o atendimento às regiões metropolitanas de São Paulo e Rio de Janeiro é feito por meio da utilização de dutos da Petrobras operados pela Transpetro.

Em 2017, o sistema transportou 2,5 bilhões de litros de etanol. Com a conclusão das obras, prevista para 2021, a previsão é transportar 8 bilhões de litros do combustível/ano.

A Logum Logística, que tem como acionistas Petrobras, Raízen Energia, Copersucar e Uniduto, é uma Sociedade de Propósito Específico (SPE), criada em 2011, e tem sede no Rio de Janeiro.

Fonte: Globo Rural.