Chuva favorece aparecimento de doenças em lavouras de trigo no RS

19/10/2018
Foto: Flávio Santana/ Embrapa trigo

Veja Também

As chuvas que atingem o Rio Grande do Sul já tem causado o aparecimento de doenças fúngicas como o giberela e brusone nas lavouras de trigo do estado. Com isso, a produtividade da safra pode ser menor e a qualidade do cereal piorar.

“As chuvas recorrentes e os dias nublados trazem apreensão aos produtores, que receiam perdas em qualidade do produto com a maior exposição do grão em maturação à umidade ambiente”, disse a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Rio Grande do Sul (Emater-RS) em relatório divulgado na quinta-feira, 18.

O órgão destacou que 10% da área plantada já foi colhida, com produtividade de cerca de 2,9 mil quilos por hectare. Segundo o diretor técnico Lino Moura, com o avanço dos trabalhos de campo durante o fim da semana, será possível observar com maior precisão os danos ocorridos nas lavouras.

Soja e milho

A semeadura do milho avançou pouco e atingiu 55% da área plantada no estado. Atualmente, 98% das lavouras estão em desenvolvimento vegetativo e 2% entrando na fase inicial de floração. No geral, a safra apresenta bom estado fitossanitário e bom desenvolvimento vegetativo, com as plantas atingindo porte considerado satisfatório.

Na soja, a semeadura segue lenta, em função das chuvas ocorridas em áreas mais ao norte do Rio Grande do Sul. Mesmo assim, cerca de 60 mil hectares já estão plantados, principalmente na região das Missões e no noroeste do estado. A expectativa é que o plantio se intensifique na última semana de outubro e no início de novembro.

Fonte: Canal Rural