Fundo Soberano terá de vender ações do BB para socorrer Tesouro.

24/09/2014

Veja Também

O saque de R$ 3,5 bilhões do Fundo Soberano do Brasil, anunciado na segunda-feira como forma de aumentar as receitas e evitar novos cortes de gastos, deve obrigar o governo federal a montar uma operação bilionária com ações do Banco do Brasil ou recorrer novamente à contabilidade criativa.

Segundo dados da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), o Fundo Soberano tem R$ 3,871 bilhões em papéis do BB e um patrimônio total em ações de R$ 4,295 bilhões.

Em 28 de dezembro de 2012, quando sacou R$ 8,84 bilhões do Fundo Soberano, o governo editou um decreto autorizando a venda dos papéis da Petrobras que faziam parte do FFIE, braço financeiro do Fundo Soberano, para o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES). Na ocasião, técnicos do Tesouro explicaram que a operação seria feita pelo BNDES porque haveria uma forte queda dos papéis da Petrobras se todas as ações fossem colocadas à venda no mercado. Além disso, ficou acertado que antes de vender esses papéis no mercado o BNDES teria que oferecê-los ao Tesouro.

A presidente Dilma Rousseff defendeu o uso dos recursos do Fundo Soberano dizendo que ele tem característica contracíclica.

Fonte: Valor Econômico