Inflação entra em trajetória de convergência em 2016, diz ata do Copom.

06/11/2014

Veja Também

SÃO PAULO - O Banco Central considera que a inflação entra em trajetória de convergência nos três primeiros trimestres de 2016, apesar de ainda se manter acima da meta de 4,5% tanto no cenário de referência quanto no de mercado. As informações constam na ata da última reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), quando o BC elevou a Selic para 11,25% ao ano, de 11,00%.

Enquanto isso, o BC elevou as projeções para a inflação em 2014 e 2015 no cenário de referência, acrescentando que as taxas projetadas indicam uma variação de preços acima da meta de 4,5% perseguida pela autoridade monetária. Essas estimativas consideram um dólar mais alto no cenário de referência, de R$ 2,50, e não R$ 2,25 conforme consta na ata passada, e uma Selic em 11,00% ao ano “em todo o horizonte relevante”.

Preços administrados

O BC elevou a estimativa para a alta dos preços administrados em 2014 para 5,3%, ante 5,0% na ata anterior. O BC diz que, entre outros fatores, esse prognóstico considera variações ocorridas até setembro nos preços da gasolina (+0,1%) e do gás de bujão (+2,8%), bem como hipóteses de queda de 6,4% nas tarifas de telefonia fixa e de aumento de 17,6% nos preços da energia elétrica.

O BC manteve ainda a estimativa de alta de 6,0% nos preços administrados em 2015 e de 4,9% em 2016.

Fonte: Valor Econômico