Crédito rural cresce 32% de julho a setembro, diz secretário.

09/10/2015

Veja Também

O secretário de Política Agrícola, André Nassar, do Ministério da Agricultura, tentou traçar um cenário otimista para o crédito rural na safra 2015/2016, em fase inicial de plantio.

Apesar de alguma queda em custeio e comercialização entre bancos públicos e privados, ele mostrou que na média, os financiamentos cresceram 32% no período de julho a setembro na comparação com igual período de 2014. Não fossem os aportes de bancos públicos, que cresceram 35%, o resultado teria ficado no vermelho. Os privados caíram 2% no período e as cooperativas, 3%. Esses dados são referentes ao crédito com juros controlados.

Do total de recursos disponíveis para os grandes produtores e médios, 21% foi desembolsado de julho a setembro. Nassar mostrou ainda que enquanto os financiamentos com juros controlados avançaram 32%, os com juros livres aumentaram 8% em custeio e comercialização. Em investimentos, o avanço foi de 13%.

O secretário observou ainda que as cooperativas caíram 3% em custeio e comercialização de julho a setembro e que a participação do Nordeste no crédito rural tem caído por problemas climáticos. O Centro-Oeste, por outro lado, tem se destacado pela demanda de empréstimos para investimento.

Fonte: Revista Globo Rural